top of page

Aprender é uma aventura: O potencial dos jogos de RPG na sala de aula

No mundo educativo, o digital pode trazer novas formas de envolver os alunos. No blog da Kendir Studios, já foram discutidas as várias vantagens do uso da gamificação na sala de aula e no estudo autónomo. A dinâmica de jogo já provou ser atrativa, motivadora e um ótimo contributo para a retenção de conhecimentos.

Neste contexto, os jogos narrativos ou RPG (do inglês, “role-playing games”) podem introduzir uma abordagem inovadora que transforma a sala de aula num novo cenário, repleto de descobertas.



O que são jogos de RPG?

RPG é o nome dado ao género de videojogos ou jogos de mesa onde os jogadores assumem o papel de uma ou várias personagens num cenário fictício – que pode ser de qualquer tipo. No lugar da personagem, o jogador toma decisões que afetam o desenvolvimento do jogo.

Jogos de RPG incluem, na maior parte das vezes, uma história e o desenvolvimento de personagens, o que permite aos jogadores mergulharem totalmente num mundo virtual e interagir com outras personagens no ambiente de jogo. RPGs incluem ainda elementos como a personalização de personagens, progressão de habilidades e exploração livre do mundo.


Vantagens do uso de jogos narrativos na educação


1. Maior imersão e emoções positivas

A capacidade de interpretar personagens com características distintas entre si leva a altos níveis de imersão e gera emoções positivas, como a curiosidade. Este fenómeno cria menos fricção entre estudo e lazer, tornando a linha que os distingue mais ténue e prolongando o tempo dedicado pelo aluno ao estudo.


2. Motivação reforçada

Os jogos de RPG incentivam a concentração e a motivação do jogador – e, se o jogador for um estudante, cria-se um ambiente propício à aprendizagem. O facto de se poder envolver de forma profunda na história de um jogo cria no aluno um maior interesse pelos conteúdos académicos abordados no jogo.


3. Progressão dentro do jogo

Os jogos narrativos tendem a progredir na dificuldade à medida que se vai avançando. Os jogadores podem, assim, melhorar habilidades, interagir com o ambiente do jogo e concluir missões, obtendo recompensas e conhecimentos no processo.


4. Estímulo à criatividade

Uma narrativa interativa estimula a criatividade dos alunos, colocando o conteúdo académico em novos cenários. Assim, os jogos são uma plataforma para explorar ideias e contextos fora do comum.


5. Autonomia e feedback imediato

Ao explorarem autonomamente um novo cenário, os alunos têm total controlo sobre a sua experiência de aprendizagem, evoluindo no jogo ao seu ritmo e recebendo feedback imediato. Este feedback instantâneo ajuda a compreender o material académico e a melhorar o desempenho, já que o ato de corrigir imediatamente um erro melhora a retenção.


Mensagem "Parabéns acertaste!" que surge nos Módulos de Matemática e Ciências Naturais.
O feedback imediato pode surgir na forma de uma mensagem quando o jogador acerta ou comete um erro.


Como utilizar jogos de RPG na sala de aula?

Os jogos de aventura e de role-playing podem ser integrados numa sala de aula tradicional, sendo utilizados como uma ferramenta de apoio ao ensino formal. Os objetivos do jogo devem estar estabelecidos e ser diretamente relacionados com a faixa etária dos alunos e o tema que está a ser lecionado no momento.

Além disso, por introduzir o relaxamento e a brincadeira no contexto de sala de aula, esta experiência pode ser utilizada para promover uma série de fatores positivos, como a concentração, a autonomia e atitudes positivas em relação à aprendizagem.


Em geral, os jogos de RPG podem ser utilizados como uma ferramenta complementar aos métodos de ensino tradicionais, proporcionando uma experiência de aprendizagem mais envolvente e interativa para os alunos. Cativante e autónoma, esta abordagem conduz a níveis mais elevados de motivação, emoções positivas e sensação de realização.


Fontes:

Nunes, E. (2022). Adventure and Roleplaying Architectures for Advanced Digital Learning Systems [White paper]. Kendir Studios.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page