top of page

Jogos educativos e soft skills: O que ganham os estudantes?

A educação contemporânea abraça a ideia de que a aprendizagem pode ir muito além da mera acumulação de conhecimento teórico e desenvolver competências cruciais para a vida futura dos estudantes – as soft skills. Estas aptidões são essenciais para prosperar num mundo em constante evolução e tornam-se fatores determinantes, não só para o sucesso académico, mas também na esfera pessoal e profissional.



A Aprendizagem Baseada em Jogos surge, neste contexto, como uma ferramenta de cultivo de soft skills em contexto escolar, proporcionando um ambiente imersivo para os estudantes que incentiva o desenvolvimento de capacidades cognitivas, emocionais e sociais.


Que competências desenvolvem os alunos?


1. Pensamento crítico e resolução de problemas

Jogos educativos são desenhados para desafiar o utilizador com quebra-cabeças, enigmas e situações que requerem raciocínio crítico. Ao enfrentarem desafios progressivamente mais complexos, os estudantes desenvolvem a capacidade de analisar informações, identificar padrões, formular estratégias e tomar decisões informadas.

 

2. Colaboração e trabalho em equipa

Jogos educativos projetados para serem jogados em pares ou grupos encorajam a comunicação eficaz, o planeamento estratégico e a resolução conjunta de problemas. Trabalhar em equipa num jogo requer a partilha de ideias, a distribuição de tarefas e a tomada de decisões coletivas – dinâmica que simula ambientes de trabalho colaborativos, que exigem competências de liderança, comunicação e gestão de conflitos.

 

3. Adaptabilidade e flexibilidade

Cenários variados e desafios imprevistos exigem dos jogadores a capacidade de se adaptarem rapidamente a novas situações. A capacidade de ajuste exigida pelos jogos educativos promove a flexibilidade mental e a resiliência. Por exemplo, um jogo de estratégia pode exigir mudanças rápidas de tática, proporcionando aos jogadores a oportunidade de experimentar várias abordagens para alcançar um objetivo.

 

4. Criatividade e inovação

Ao incentivarem os estudantes a criar conteúdo personalizado ou a explorar diferentes soluções para um desafio, os jogos educativos conseguem promover a criatividade. Jogos que permitam resolver problemas de forma não convencional ou que envolvam design, construção ou criação de narrativas oferecem um espaço onde a imaginação é incentivada.

Além disso, a Aprendizagem Baseada em Jogos pode ser utilizada para combinar criatividade e ciência, proporcionando uma plataforma para as crianças explorarem e experimentarem conceitos científicos de uma forma lúdica e envolvente.


Captura de ecrã do videojogo "Sala de Música", da Kendir Studios
No jogo gratuito "Sala de Música", é possível dar asas à imaginação criando as próprias melodias.

5. Tomada de decisão e pensamento estratégico

Frequentemente, videojogos apresentam situações em que os jogadores precisam de tomar decisões rápidas e estratégicas. Ao enfrentarem escolhas e consequências imediatas, os estudantes aprimoram a habilidade de avaliar opções, antecipar resultados e selecionar a melhor abordagem para alcançar objetivos. Enquanto o fazem, os alunos estão a desenvolver a sua capacidade de pensamento estratégico.

 

A Aprendizagem Baseada em Jogos oferece uma experiência de aprendizagem única, estimulando o interesse dos estudantes de uma forma que o ensino tradicional, muitas vezes, não consegue e criando um ambiente propício ao desenvolvimento de competências que vão muito além do que está escrito nos livros. Assim, a gamificação do ensino pode ser um recurso valioso na formação de estudantes para os desafios do mundo moderno, capacitando os estudantes com as soft skills necessárias para prosperar no futuro.


Fontes:

  1. Behnamnia, N., Kamsin, A., & Ismail, M. A. B. (2020). The landscape of research on the use of digital game-based learning apps to nurture creativity among young children: A review. Thinking Skills and Creativity37, 100666.

  2. Wendel, V., Gutjahr, M., Battenberg, P., Ness, R., Fahnenschreiber, S., Göbel, S., & Steinmetz, R. (2013, October). Designing a collaborative serious game for team building using Minecraft. In European Conference on Games Based Learning (pp. 569-578). Academic Conferences International Limited.

21 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page