top of page

Jogos educativos e a avaliação em tempo real: Como transformar o ensino?

Cada vez mais vemos uma evolução nos métodos de avaliação, que pedem abordagens mais realistas e alinhadas com as necessidades educacionais contemporâneas, onde a aplicação dos conhecimentos na vida real é altamente valorizada.



Neste contexto, os jogos educativos emergem como uma ferramenta poderosa, não só para o ensino, mas também para a revolução na forma como avaliamos o conhecimento através de um recurso simples: o feedback imediato, que permite avaliar em tempo real.


O que é o feedback imediato?

No contexto dos jogos educativos, o feedback imediato é a resposta instantânea que os jogadores recebem enquanto interagem com um jogo. Nas aulas e no estudo autónomo, esta é uma ferramenta valiosa que proporciona aos estudantes e educadores uma avaliação em tempo real das suas ações, decisões e respostas dentro do jogo.

Este recurso de avaliação em tempo real pode aparecer de várias formas na aprendizagem baseada em jogos: respostas instantâneas à ação dos jogadores (por exemplo, o tremer do ecrã quando o utilizador erra), barras de progresso, tabelas de pontuação, sugestões e dicas dentro do jogo, entre outras.


Tabela de pontuação utilizada nos jogos educativos de Matemática e Ciências da Kendir Studios.
Tabelas de pontuação que atribuam um rank ou medalha aos jogadores funcionam bem para promover a competição saudável. Este exemplo é o que a Kendir Studios utiliza nos Módulos de Matemática e Ciências Naturais,

Quando implementado num jogo educativo, o feedback imediato tem resultados muito positivos na aprendizagem: não só mantém os jogadores motivados, como pode ser uma fonte de informação para professores e alunos compreenderem quais são os pontos fortes ou as dificuldades da turma. Isto permite uma adaptação constante dos métodos de ensino.

Além disso, quando um aluno recebe uma resposta rápida ao seu desempenho, o seu instinto é corrigir imediatamente o erro caso ele exista, o que aumenta a retenção de conhecimento.


Benefícios da avaliação em tempo real


1. Correção imediata

O feedback imediato permite aos alunos aprenderem enquanto jogam, corrigindo rapidamente os erros quando estes acontecem. Isso facilita a compreensão dos conceitos e a aplicação prática do conhecimento.


2. Maior envolvimento e motivação

A interatividade oferecida pelo feedback em tempo real mantém os jogadores motivados. Para um aluno, a ideia de que as suas ações têm consequências imediatas – como a sensação de conquista ou o desafio para melhorar – torna a aprendizagem mais envolvente.

Feedback textual usado nos jogos educativos de Matemática e Ciências Naturais da Kendir Studios. Neste, pode ler-se "Parabéns acertaste!".
Guiar o aluno no processo de aprendizagem pode ser algo tão simples como um feedback textual.

3. Adaptação da aprendizagem

Avaliar a performance do aluno em tempo real permite adaptar o ensino ao seu ritmo e estilo de aprendizagem e perceber quais são as maiores dificuldades.

Para os professores, esta abordagem apresenta a performance da turma num formato mais claro e imediato, ao contrário do que acontece nos métodos de avaliação tradicionais. Com dados estatísticos na palma da mão, é possível ao educador identificar imediatamente as áreas que precisam de maior foco para dar uma orientação personalizada ou readaptar o seu plano de aula.


4. Promoção da autorregulação

Ao utilizar ferramentas digitais com feedback imediato de forma autónoma, os estudantes podem autorregular o seu processo de aprendizagem, utilizando a avaliação em tempo real para ajustar as suas estratégias.

O feedback em tempo real promove uma cultura de melhoria contínua, permitindo aos alunos aperfeiçoar os seus conhecimentos e métodos de forma saudável.


Resumidamente, o feedback imediato é, devido aos seus variados benefícios, uma peça fundamental na aprendizagem baseada em jogos, que proporciona um ambiente de aprendizagem estimulante e oferece oportunidades valiosas para o desenvolvimento educacional dos estudantes.


Fontes:

  1. Drey, T., Jansen, P., Fischbach, F., Frommel, J., & Rukzio, E. (2020, April). Towards progress assessment for adaptive hints in educational virtual reality games. In Extended Abstracts of the 2020 CHI Conference on Human Factors in Computing Systems (pp. 1-9).

  2. Minović, M., & Milovanović, M. (2013, November). Real-time learning analytics in educational games. In Proceedings of the first international conference on technological ecosystem for enhancing multiculturality (pp. 245-251).

  3. Wazny, J., & Nathan-Roberts, D. (2018). Real-Time Cognitive-State Neuroimaging in Applied Education. Proceedings of the Human Factors and Ergonomics Society Annual Meeting, 62, 1157 - 1161. https://doi.org/10.1177/1541931218621266.

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page