top of page

A psicologia da motivação no desenho de jogos educativos

Por trás do desenho de jogos educativos, existe uma série de estratégias cujo objetivo é aumentar a motivação intrínseca dos alunos em relação à aprendizagem. Dos sistemas de recompensa à competição saudável, vamos desvendar os segredos que impulsionam a motivação dos alunos e as estratégias que transformam a aprendizagem num percurso verdadeiramente envolvente.



O que é a motivação intrínseca?

Motivação intrínseca é o desejo de fazer uma atividade, não pelas suas recompensas ou incentivos, mas pela simples satisfação que esta traz. É a motivação que vem de dentro do indivíduo, originária de interesses pessoais, curiosidade ou gosto pela atividade em si.

No contexto da Aprendizagem Baseada em Jogos, este termo refere-se à motivação de aprender por gosto. Esta é uma dimensão crucial no desenho de jogos educativos, que procuram aumentar o envolvimento do aluno e a sua vontade de participar no processo de aprendizagem. Ao incorporar elementos como o desafio, a independência, o mistério, a competição ou as recompensas, esta ferramenta pode criar um ambiente que fomenta a motivação intrínseca nos alunos – isto é, a sua vontade de aprender.

 

Que estratégias utilizam os jogos didáticos?


1. Desafios e recompensas

Os jogos educativos que captam verdadeiramente a atenção dos alunos são mestres na criação de uma harmonia entre desafio e recompensa. Ao apresentarem desafios estrategicamente desenhados e recompensas cativantes, os jogos educativos acendem a chama da motivação para aprender. Se, por um lado, a superação de desafios alimenta o desejo de conquista, por outro, as recompensas alimentam a sensação de satisfação.

 

2. Progressão gradual e conquistas intermédias

A arte de criar uma progressão gradual é também um pilar fundamental no incentivo à motivação. No desenho de jogos educativos, resulta particularmente bem a divisão do conteúdo em níveis acessíveis, com conquistas intermédias, já que esta proporciona aos alunos uma jornada educativa com marcos significativos. Cada uma destas conquistas é uma meta a alcançar e reforça a motivação através da sensação de progresso contante.

 

3. Personalização, feedback e autonomia

A incorporação da personalização nos jogos educativos permite que os alunos tenham um papel ativo própria aprendizagem, com a capacidade de tomar decisões significativas dentro do jogo a contribuir significativamente para criar uma sensação de autonomia.

Além disso, o feedback imediato dado pelo jogo permite que o aluno obtenha as informações necessárias para progredir, sem necessitar do apoio de um professor ou tutor. Este controlo fortalece a ligação emocional ao conteúdo do jogo, impulsionando a motivação.

 

Captura de ecrã do jogo "Quinta" do Módulo 1 de Ciências Naturais
Jogo: Quinta | Módulo 1 de Ciências Naturais | Kendir Studios

4. Personagens cativantes e narrativas imersivas

Quando um jogo didático tem uma narrativa envolvente, a ferramenta transcende a mera entrega de informações que acontece na educação tradicional. Cria-se, aqui, a espinha dorsal de uma experiência imersiva e emocionalmente rica, que envolve os jogadores no longo prazo.


5. A colaboração e a competição saudável

A introdução de elementos que permitam a competição saudável ou a colaboração dinâmica pode ser um catalisador muito poderoso para a motivação. Se um aluno procura ter pontuações mais altas do que os colegas ou realizar desafios em conjunto, vai transformar a aprendizagem numa experiência socialmente enriquecedora.

Esta componente social alimenta a motivação intrínseca, fazendo com que os alunos vejam a aprendizagem como uma jornada feita em conjunto.

 

6. Envolvimento e diversão

A Aprendizagem Baseada em Jogos incorpora mecânicas divertidas, bem como um sistema de desafios e recompensas constantes, tornando o processo de aprendizagem mais envolvente para os estudantes – experiência que contribui para a motivação intrínseca para aprender.

 

Em suma, o uso da psicologia da motivação torna a Aprendizagem Baseada em jogos numa abordagem educativa verdadeiramente inovadora. Criar um futuro onde a aprendizagem não é apenas uma simples transmissão de conhecimento, mas uma jornada envolvente que inspira a paixão pelo saber, é um compromisso de todos os educadores. Na Kendir Studios, queremos utilizar o cruzamento entre a mente e o digital para moldar o caminho para o sucesso!

 

Fontes:

Banfield, J., & Wilkerson, B. (2014). Increasing student intrinsic motivation and self-efficacy through gamification pedagogy. Contemporary Issues in Education Research (CIER), 7(4), 291-298.

Habgood, M. J., & Ainsworth, S. E. (2011). Motivating children to learn effectively: Exploring the value of intrinsic integration in educational games. The Journal of the Learning Sciences, 20(2), 169-206.

Partovi, T., & Razavi, M. R. (2019). The effect of game-based learning on academic achievement motivation of elementary school students. Learning and Motivation, 68, 101592.

37 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page