top of page

Inteligência Artificial nos jogos educativos


Wall-e
Image: Jason Leung - Unsplash

A Inteligência Artificial (IA) tem capacidade para enfrentar alguns dos maiores desafios da educação atualmente, modernizando as práticas de ensino e aprendizagem.


A possibilidade da utilização da IA na educação pode ser um pouco assustador. Para ter uma conversa sobre IA na educação é preciso ultrapassar cenários de ficção científica de computadores e robôs a ensinar as crianças, que substituem os professores.

A IA pode ser considerada por um lado uma grande ajuda nos jogos educativos. Os jogos são considerados uma ferramenta importante para o desenvolvimento de competências cognitivas, como a concentração, memória e a resolução de problemas. Com a ajuda da IA, estes jogos podem ser ainda mais eficazes e personalizados para cada utilizador.


A IA é uma das principais partes do desenvolvimento de jogos, podendo ser utilizada de diferentes maneiras, como o movimento de objetos, formação automática de mapas e muito mais. Tornando se num recurso utilizado e testado ao se deparar com várias soluções para um jogo.


A seguir apresentamos duas formas em que a IA pode ser utilizada nos jogos.



Personagens não jogáveis







Personagens não jogáveis ou non-playable character (NPC's) são personagens que o jogador não controla, mas habitam no mundo do jogo com maior ou menor importância, controlados pelo computador que interage com o jogador.






Com a IA, os NPC's podem ser utilizados em jogos de um único jogador (single-player) para dar uma ilusão de que o jogador não se encontra sozinho, e sim num mundo com outros jogadores. Ou pode ser programado para aprender com os movimentos do jogador e, assim, adaptar as suas respostas.

Por exemplo, num jogo de matemática um NPC pode adaptar as perguntas sobre isometrias tendo em conta as respostas erradas do jogador. Isso possibilita com o jogo seja adaptado às diferentes necessidades individuais de cada jogador e ajude-o a aprender de uma forma mais eficiente.



Personalização


Com a recolha de dados sobre o desempenho do jogador, a IA consegue adaptar o jogo às suas capacidades e torná-lo mais complicado conforme o desempenho do jogador. Isso garante que o jogador esteja sempre melhorando e não fique aborrecido ou frustrado com a complexidade do jogo.


Image: Alex Haney - Unsplash

Por outro lado, com a recolha dos dados, a IA também poderá identificar os diferentes temas/áreas em que um jogador tem mais dificuldades e propor exercícios específicos para melhorar essas complexidades. Além disso, a IA pode identificar padrões e movimentos nos dados que possam ser aplicados para aperfeiçoar o design do jogo ou para criar exercícios.


 
  • Recursos reduzidos para o desenvolvimento do jogo;

  • Avaliação formativa;

  • Ajustar o nível de dificuldade do jogo;

  • Feedback sobre o desempenho do jogador;

  • Aumentar o nível de aprendizagem;

  • Explorar mundos.


Problemas na utilização da IA:

  • Dependência da tecnologia;

  • Falta de interação entre pessoas;

  • Falta de feedback do professor;

  • Limitações de processamento e análise de dados;

  • Problemas de segurança.


Para terminar, a IA desempenha um papel revolucionário nos jogos educativos, melhorando a experiência do aluno, a capacidade de personalizar os níveis e a criação de jogos mais interativos e envolventes. A IA pode ajudar a transformar os jogos educativos na educação e no desenvolvimento de competências cognitivas, mesmo ainda existindo alguns impedimentos na utilização da IA.

No entanto, é importante reforçar que os developers consideram os possíveis impactos da IA nos jogos educativos e trabalham cada vez mais para minimizar quaisquer riscos que possam surgir.



68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page